VISÃO VERDE

Compartilhe:

Ver o belo, de perto ou de cima
Diferentes verdes. O verde verde. O verde musgo, o verde quase amarelo
O verde macio que obedece ritmos dos ventos
O verde duro como rocha
Mesmo assim, verde picado de morte
Fantasmas que foram verdes pontos brandos, brancos, negros que se mexem
Bois pintados em tela de fundo verde e marrom
Verdes verdes que se foram
Quem diria se assim é que se deveria ser ou não ser, como está, o que mais seria?
Esta é a verdade da criação, estupidez e razão
O homem segue em giro, tudo passa como o verde das folhas
Caem umas, nascem outras
Renascem
Certo – não se tem certeza do que se vê Foi feito a obra na infinita paisagem (Confucio)

Compartilhe: