Um texto desdentado

Compartilhe:

 

(quando eu fico parado quase sempre rabisco um poema porque fiquei sabendo que quem entra num poema não morre nunca e também poetas de verdade que nascem poetas no cérebro deles tem chip especial para brincar com as palavras é o talento linguístico e grande e esmagadora maioria rabisca poemas “destalentados” ou até se poderia dizer poemas desdentados fiquei observando as genialidades nas mais diversas áreas e percebi que são raros e no mais são as abelhas obreiras que ficam no mundo fazendo serviço braçal que qualquer um pode fazer mas poesia como Fernando Pessoa Drummond e outros clássicos aí meu irmão tem que nascer com o chip do talento como no esporte nas artes e na ciência Ah! Manoel de Barros de pantanais garçosos vai brincando de insetos  jacarés e  simplicidades ele adora inutilidades eu rabisquei este dito cujo de hoje propositalmente para lhe encher o saco sem ponto e nem vírgula para ao final dele você perder o fôlego e ter que visitar a UTI)

Compartilhe: