Vida verde (poesia)

Vida! Vi. Vidas Tá frio aqui Choveu a noite inteira Pernas e braços me aquecendo Eu gosto Pedra polida Acho[…]

As levezas e durezas dos seres

Vamos comer “sonhos” da Dirlei. Recheios – doce de leite, goiabada, creme, brigadeiro.  Daqui de Ariquemes, sinto gosto e cheiro[…]

Eu descanso (poema)

Eu descanso: quando me deixo levar pelo olhar no horizonte nebuloso Eu descanso: olhando de cima os cortes na serra[…]

Dezembro

Hoje, quando pisarmos no batente da porta, para sair, lá fora já é outro mês. Dezembro chegou. Pertinho de fechar[…]

Os passos da Amazônia

Saímos  para caminhada às cinco da manhã. Faz algum tempo, mas, não esqueço.   Caetano, eu e o Gualberto. Beirando o[…]

Brinquedo caro

  De qualquer forma,, por conta própria, com financiamento público, por doação, uma campanha eleitoral, sempre é muito cara. Primeiro[…]

Déficit de atenção: modismo

Hoje, em dia, qualquer menino danado, conversador, inquieto é rotulado na escola de TDA (Transtorno de Déficit de Atenção). Gritou[…]