O tratamento dos dados

Compartilhe:

A gente vai tocando a vida, como se tudo que se vê e ouve seja a grande verdade. Se a maioria pensa assim, todo mundo segue o mesmo pensamento e se vai enfileirando equívocos, não tratados cientificamente. O preço que se paga é alto.

As livrarias brasileiras estão em crise. Fechando as portas. Pra mim isto é um horror. Significando que a população não tem mais interesse pelo livro. Quem sabe, não vem aí, uma pílula do conhecimento, que se toma uma vez ao dia. E o livro passe a ser uma anomalia pré-histórica?

Coisa difícil de acostumar, é a de voltar a ser gente. Ficar em casa, cuidar de coisas pequenas, de trivialidades, de fazer pequenos consertos. No meu caso, mais de quarenta anos, entre consultórios e cargos públicos, orbitando no mundo de fora. Estes dias, depois da campanha, ficar em casa tem sido um reencontro com a vida comum. O de fazer as coisas simples, que numa casa, nunca termina.

Aprendi o significado de uma palavra: Heurística. A arte de pesquisar a verdade das coisas. Porque as decisões, em sua maioria, são tomadas ao acaso, intuitivas, sem a busca da verdade dos dados. Do certo e do errado. Sem os dados corretamente analisados, as decisões tem enorme chance de serem erradas.

Compartilhe: